rock

Quando ouvir rock pode te ensinar algo sobre marketing

São tantas as coisas que fazemos e nem nos damos conta a quantidades de mensagens que são enviadas a nós o tempo todo. Pare para ouvir um clássico rock, como por exemplo, Pink Floyd e, reflita isso na sua carreira, na sua área de trabalho…parece uma viagem no início, mas logo notará um monte de coincidências e dicas que fazem todo sentido. A verdade é que muitas coisas podem nos ensinar marketing!

Já que estamos falando de rock, aposto que você já viu o clipe Another Brick on the Wall, da banda Pink Floyd. Não? Confere que vale a pena e depois continuamos essa conversa… 😉

Não sei você, mas gosto de ver filmes, clipes e ouvir músicas diversas vezes, repetidamente. E cada vez que assisto ao clipe Another Brick on the Wall,  tenho uma nova visão sobre uma diferente área de vida. Da última vez que o vi, percebi o quanto esse vídeo pode ajudar a refletir sobre as formas que enfrentamos os desafios do dia-a-dia.

Pensei principalmente em como tudo pode impactar até mesmo na solução dos problemas da área em que atuamos, neste caso, a área de Marketing.

Sem rodeios, é representado de forma clara no vídeo o quanto nossa cultura foi marcada por uma educação de imposição, que, em algumas esferas, desenvolveu uma sociedade sem distinção individual. Quando nos damos conta, estamos todos caminhando um atrás do outro, sem ao menos saber o porquê. Quando percebemos que estamos perdidos, não temos ideia de por onde recomeçar e a busca por caminhos alternativos é dura e cruel.

A verdade é que fazendo exatamente como os demais não chegaremos no mesmo lugar que eles ou onde desejamos. Também é fato que não existe qualquer fórmula mágica ou solução simples e rápida para chegar onde se almeja.

Mesmo consciente de tudo isso, milhares de gestores comportam-se como na cena do clipe do Pink Floyd, onde todos apresentam os mesmos rostos e fazem exatamente as mesas coisas. Ou seja, as empresas executam as mesmas estratégias que outras, apenas porque alguém disse que assim seria “o certo”.

Você, gestor de Marketing, precisa de muita cautela para conseguir filtrar o que verdadeiramente irá ajudá-lo. E, acima de tudo, lembre-se: nenhuma ferramenta sozinha irá salvar a sua empresa.

Só há uma coisa que poderá fazer isso: você parar e pensar muito.

Pensar no quê? Nesse sentido, elenquei três análises importantes que jamais podem ser deixadas de lado. Confira:

Pense no objetivo

Pense em conjunto

Pense como a outra pessoa

Este texto foi publicado originalmente no Ideia de Marketing. Clique aqui para continuar lendo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *